3 Formas de combater o stress

by - 7/09/2018

Stress ... o inimigo do nosso dia-a-dia.

Desde muito nova que tenho de lidar com o stress na minha vida, não por antes ser submetida a muito, mas porque sou muito vulnerável ao mesmo. E esta vulnerabilidade leva ao aparecimento de ataques de ansiedade, o que complica ainda mais o combate a este mal que me assombra no dia-a-dia - e não devo ser a única.

Mas se antes não era comum ser submetida a situações de stress, hoje faz quase parte do meu dia-a-dia, isto porque há sempre algo que falha. E no meu caso, não entregar um documento pedido dentro do prazo ou ter uma situação a tender para o descontrolada, já é sinónimo de um pico de stress. E custa, muito mesmo. Não só chego ao final do dia sem energias fisicamente, mas também exausta a nível mental, e vamos ser sinceros, o primeiro desgaste resolve-se facilmente com uma noite bem dormida, já o segundo é o que custa mais a ultrapassar. 

A saúde mental é tão importante quanto a saúde física, mas é mais difícil de manter a primeira equilibrada do que a segunda. Isto porque se nos sentirmos de alguma forma doentes, rapidamente - e normalmente - alguém nos diagnosticará e nos prescreverá medicamentos para nos sentirmos melhor. Mas e quando nos sentimos psicologicamente esgotados e exaustos? Provavelmente irão dizer-vos que estão ótimos, apenas cansados, e para seguirem a vossa vida normalmente. Provavelmente ninguém vos irá dizer que o melhor é abrandar o ritmo. Provavelmente alguém pensará que estão apenas a queixar-se só porque sim. Mas por vezes, o esgotamento mental é irreversível, e é necessário manter a nossa saúde mental sã.

Mas como manter um estado de equilíbrio a nível psicológico? Bem, cada pessoa deve encontrar aquilo que lhe faz bem, que a faz feliz e que a faz repor todos os níveis de serotonina e oxitocina (também conhecidas como as substâncias da felicidade e do amor), e praticar esses momentos todos os dias. É uma espécie de exercício, embora não envolva burpees, apenas risos e carinhos.

Confesso que estou sempre numa constante procura por algo que despolete esses momentos de pura felicidade, mas hoje decidi partilhar três formas que eu uso no meu quotidiano para combater o stress e os ataques de ansiedade, e para cultivar a minha paz e felicidade.


#1 RODEIA-TE DAS PESSOAS QUE TE FAZEM FELIZ

Parece um cliché, certo? Mas é uma verdade absoluta. Estarmos próximas das pessoas que mais amamos e partilharmos momentos com elas é algo que contribui de uma forma extraordinária para a manutenção da nossa saúde mental. E mais vos digo, afastarmo-nos de pessoas tóxicas, ou caso isso não seja possível, ignorarmos as suas atitudes, é outro passo importantíssimo para a diminuição do nosso stress.

#2 EXPRESSA-TE

Bem, isto não é sinónimo de começarem a dizer literalmente tudo o que pensam às pessoas que vos rodeiam, especialmente se não forem coisas simpáticas de se dizerem. Mas sabe bem expressar-mo-nos, quer seja em jeito de desabafo sobre momentos menos bons (mas escolham bem os vossos confidentes) ou através mensagens de amor, que quando retribuídas nos arrancam um sorriso envergonhado. 

#3 ENCONTRA ALGO QUE TE DÊ PRAZER FAZER

Para mim, são sem dúvida fins-de-semana passados fora a passear e a descobrir novos lugares. É algo que me relaxa e me faz feliz. Mas nem sempre tal é possível, e para manter a sanidade mental, é necessário mais do que meia dúzia de fins-de-semana passados fora por ano. E como tal, existe uma série de outras atividades que me dão um prazer imenso: cinema, ler, escrever, ver filmes, ir a uma esplanada, passar o dia ao sol, ou até mesmo chegar a casa e não fazer nada, apenas ficar a relaxar comigo mesma.

E vocês, o que fazem para cuidar da vossa saúde mental?


note _ ocasionalmente apetece-nos explodir com pessoas devido às atitudes que elas têm perante nós próprios, mas antes de o fazerem pensem que essas pessoas podem estar a passar por situações difíceis que as levam a ter atitudes menos agradáveis com vocês. Sei que não é nada fácil controlar os sentimentos de injustiça, de desrespeito e de irritação - acreditem que sei mesmo -, mas tentem. Esta é uma máxima que estou a tentar adotar mas que não é de todo fácil de fazer - é todo um processo em curso.

You May Also Like

1 Comentários